logotipo vinhos.online

 

Este Site é independente!
Não está associado a nenhuma entidade produtora, engarrafadora, distribuidora, reguladora, ou quaisquer outras.
"O robô que vai tratar das vinhas nas encostas do douro "
Notícia in Diário de NotíciasPartilhar de 04-08-2017 12:00:00

Para já, o Romovi será uma máquina desenvolvida no INESC-TEC para monitorização da vinha, de forma autónoma, pelos socalcos durienses.
Para já, o robô ainda só anda pelo meio das oliveiras plantadas na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. O desafio é colocá-lo nas encostas do Douro, a monitorizar a vinha, sem cair e sem causar danos. Entre o Porto e Vila Real, uma equipa de investigação do INESC--TEC desenvolve projetos de robótica para a agricultura de precisão com o Agrob16.



De forma simples, pretendem criar robôs agrícolas que possam fazer monitorização, pulverização, poda e colheita em terrenos acidentados como as encostas das vinhas, de forma completamente autónoma, mesmo sem navegação por GPS.

A equipa coordenada por Filipe Santos tem agora no Romovi o seu principal trabalho, a que "dedica mais tempo e tem parceiro empresarial". Os investigadores do INESC--TEC procuram desenvolver o robô em parceria com a empresa Tekever e a Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense. "O Agrob é a nossa linha de investigação interna, a base, onde desenvolvemos as tecnologias que alimentam outros projetos, como este Romovi e outros", explicou ao DN Filipe Santos que desde 2014, ano de arranque do Agrob, coordena o projeto.

O objetivo é ter máquinas com "valores pequenos de peso, abaixo de uma tonelada, modulares e que sejam autónomas". Que consigam andar nas encostas, sem cair, e sem causar perigo para as pessoas.

<< Página Anterior

     

 

Todos os direitos reservados. © 1997-2016 VinhosOnline
Os nomes, logotipos e marcas registadas apresentados neste site são propriedade dos seus respectivos detentores.